Nenhum comentátrio

As 2 Sementes

Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. (Gênesis 3:15)

 

PENSAMENTO: O propósito deste estudo é entendermos claramente que neste mundo há duas sementes: os filhos de Deus, predestinados para salvação e os filhos do diabo que foram destinados para perdição.

  1. Desde que entrou o pecado no mundo, Deus quis fazer separação entre a semente de Deus e a semente do diabo.
    a)
    Porei inimizade entre ti e a mulher – para justificar a Sua ira, Deus devia ter matado Lúcifer por este ter induzido Adão e Eva a desobedecerem a Deus, mas não poderia porque Deus é amor e não poderia se contradizer matando sua criação; então, Deus permitiu que no ventre da mulher fosse gerada a semente da perdição. Algo se passou, porque Caim nasceu, ele já era filho do maligno. (A massa do ventre de Eva teve parte com o diabo). A partir de Caim toda a sua descendência é destinada à perdição.
    Gn 3:15
    “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”
    b)Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta, ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Caim era destinado para perdição.
    Gn 4:4,5
    “Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta;
    ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante(1).”
    c) Não segundo Caim, que era do maligno. Os homens que não tiveram pré-existência tiveram início após o nascimento de Caim; são os filhos da perdição, cujo pai é o diabo. Em Caim descendem todos os filhos da perdição: faraó, Judas, Herodes etc.
    I Jo 3:12
    “não segundo Caim, que era do Maligno e assassinou a seu irmão; e por que o assassinou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas.”

     A Bíblia nos diz que há pessoas que não têm seus nomes inscritos no livro da vida. São os filhos da perdição, aqueles que não foram escolhidos e nem chamados para o reino de Deus, para a salvação.
Eles foram gerados pela semente do mal e seu destino é a perdição.

  1. Nem todos foram predestinados para a salvação – alguns são destinados para a perdição.
    a)O trigo ficará no celeiro, mas a palha será queimada.
    Mt 13:29,30
    “Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio, não arranqueis também com ele o trigo.
    Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro.”
    b)Vasos de ira, preparados para a destruição.
    Rm 9:22
    “Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição,”
    c) A fé não é de todos.
    II Ts 3:2
    “e para que sejamos livres dos homens perversos e maus; porque a fé não é de todos.”
    d) Sendo desobedientes, para o que também foram postos.
    I Pe 2:8
    “e: Pedra de tropeço e rocha de ofensa. São estes os que tropeçam na palavra, sendo desobedientes, para o que também foram postos.”
    e) Nascidos para a destruição.
    II Pe 2:12-14
    “Esses, todavia, como brutos irracionais, naturalmente feitos para presa e destruição, falando mal daquilo em que são ignorantes, na sua destruição também hão de ser destruídos,
    recebendo injustiça por salário da injustiça que praticam. Considerando como prazer a sua luxúria(2) carnal em pleno dia, quais nódoas(3) e deformidades, eles se regalam nas suas próprias mistificações, enquanto banqueteiam junto convosco;
    tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecado, engodando(4) almas inconstantes, tendo coração exercitado na avareza, filhos malditos;”
    f) Saíram do nosso meio porque não eram dos nossos.
    I Jo 2:18,19
    “Filhinhos, já é a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também, agora, muitos anticristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora.
    Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos.”
    g) Homens ímpios destinados para condenação.
    Jd 4,11
    “Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação(5), os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.
    Ai deles! Porque prosseguiram pelo caminho de Caim, e, movidos de ganância, se precipitaram no erro de Balaão, e pereceram na revolta de Corá.”
  2. Os filhos do diabo não crerão em Jesus Cristo nem darão bons frutos.
    a)Os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá.
    Dn 12:10
    “Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os sábios entenderão.”
    b)A árvore boa dá bons frutos (filhos de Deus), a árvore má dá maus frutos (filhos do diabo).
    Mt 7:15-20
    “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.
    Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos(6)?
    Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus.
    Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons.
    Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.
    Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis.”
    c) Não compreendeis a minha linguagem.
    Jo 8: 37-47
    “Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não está em vós.
    Eu falo das coisas que vi junto de meu Pai; vós, porém, fazeis o que vistes em vosso pai.
    Então, lhe responderam: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão.
    Mas agora procurais matar-me, a mim que vos tenho falado a verdade que ouvi de Deus; assim não procedeu Abraão.
    Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe eles: Nós não somos bastardos; temos um pai, que é Deus.
    Replicou-lhes Jesus: Se Deus fosse, de fato, vosso pai, certamente, me havíeis de amar; porque eu vim de Deus e aqui estou; pois não vim de mim mesmo, mas ele me enviou.
    Qual a razão por que não compreendeis a minha linguagem? É porque sois incapazes de ouvir a minha palavra.
    Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.
    Mas, porque eu digo a verdade, não me credes.
    Quem dentre vós me convence de pecado? Se vos digo a verdade, por que razão não me credes?
    Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não me dais ouvidos, porque não sois de Deus.”
    d) Vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas. Aquelas cujos nomes não foram escritos no livro da vida desde a fundação do mundo.
    Jo 10:24-26
    “Rodearam-no, pois, os judeus e o interpelaram(7): Até quando nos deixarás a mente em suspenso? Se tu és o Cristo, dize-o francamente.
    Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo disse, e não credes. As obras que eu faço em nome de meu Pai testificam a meu respeito.
    Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas.”
  3. Os filhos do diabo não têm os seus nomes escritos no livro da vida.
    a)Nomes que não foram escritos no livro da vida do Cordeiro.
    Ap 13:8
    “e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.”
    b)Aqueles cujos nomes não foram escritos no livro da vida desde a fundação do mundo.
    Ap 17:8
    “a besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo e caminha para a destruição. E aqueles que habitam sobre a terra, cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida desde a fundação do mundo, se admirarão, vendo a besta que era e não é, mas aparecerá.”
  4. A Bíblia de dois mundos.
    5.1 O mundo de Deus (os filhos de Deus).
    Todas as palavras MUNDO nestes versículos se referem ao mundo dos eleitos (Okumene).
    a) Mt 24:13,14
    “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.
    E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.”
    b) Jo 3:16
    “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
    c) II Co 5:19
    “a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.”
    d) I Jo 2:2
    “e ele é a propiciação(8) pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.”

5.2 O mundo do diabo (filhos do diabo).
Todas as palavras MUNDO nestes versículos se referem ao mundo dos filhos da perdição (Ayom).
a) Jo 14:17
“o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.”
b) Jo 17:12-15
“Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.
Mas, agora, vou para junto de ti e isto falo no mundo para que eles tenham o meu gozo completo em si mesmos.
Eu lhes tenho dado a tua palavra, e o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como também eu não sou.
Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal.”
c) I Jo 4:5
“Eles procedem do mundo; por essa razão, falam da parte do mundo, e o mundo os ouve.”

  1. Parábolas que falam das duas sementes.
    a)O trigo e o joio.
    Mt 13:24-43
    “Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo;
    mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou o joio no meio do trigo e retirou-se.
    E, quando a erva cresceu e produziu fruto, apareceu também o joio.
    Então, vindo os servos do dono da casa, lhe disseram: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde vem, pois, o joio?
    Ele, porém, lhes respondeu: Um inimigo fez isso. Mas os servos lhe perguntaram: Queres que vamos e arranquemos o joio?
    Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio, não arranqueis também com ele o trigo.
    Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro.
    Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda, que um homem tomou e plantou no seu campo;
    o qual é, na verdade, a menor de todas as sementes, e, crescida, é maior do que as hortaliças, e se faz árvore, de modo que as aves do céu vêm aninhar-se nos seus ramos.
    Disse-lhes outra parábola: O reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar tudo levedado.
    Todas estas coisas disse Jesus às multidões por parábolas e sem parábolas nada lhes dizia;
    para que se cumprisse o que foi dito por intermédio do profeta: Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo.
    Então, despedindo as multidões, foi Jesus para casa. E, chegando-se a ele os seus discípulos, disseram: Explica-nos a parábola do joio do campo.
    E ele respondeu: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem;
    o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno;
    o inimigo que o semeou é o diabo; a ceifa é a consumação do século, e os ceifeiros são os anjos.
    Pois, assim como o joio é colhido e lançado ao fogo, assim será na consumação do século.
    Mandará o Filho do Homem os seus anjos, que ajuntarão do seu reino todos os escândalos e os que praticam a iniqüidade
    e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes.
    Então, os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
  2. b)O peixe bom e o peixe ruim.
    Mt 13:47-50
    “O reino dos céus é ainda semelhante a uma rede que, lançada ao mar, recolhe peixes de toda espécie.
    E, quando já está cheia, os pescadores arrastam-na para a praia e, assentados, escolhem os bons para os cestos e os ruins deitam fora.
    Assim será na consumação do século: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos,
    e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes.”
  3. c)As virgens prudentes e as virgens insensatas.
    Mt 25:1-13
    “Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo.
    Cinco dentre elas eram néscias(9), e cinco, prudentes.
    As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo;
    no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas.
    E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram.
    Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro!
    Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas.
    E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando.
    Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o.
    E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas(10) entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta.
    Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta!
    Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço.
    Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora.”
  4. d)Parábola do semeador.
    Mc 4:1-20
    “Voltou Jesus a ensinar à beira-mar. E reuniu-se numerosa multidão a ele, de modo que entrou num barco, onde se assentou afastando-se da praia. E todo o povo estava à beira-mar, na praia.
    Assim, lhes ensinava muitas coisas por parábolas, no decorrer do seu doutrinamento(11).
    Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear.
    E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram.
    Outra caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra.
    Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se.
    Outra parte caiu entre os espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram, e não deu fruto.
    Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu, produzindo a trinta, a sessenta e a cem por um.
    E acrescentou: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
    Quando Jesus ficou só, os que estavam junto dele com os doze o interrogaram a respeito das parábolas.
    Ele lhes respondeu: A vós outros vos é dado conhecer o mistério do reino de Deus; mas, aos de fora, tudo se ensina por meio de parábolas,
    para que, vendo, vejam e não percebam; e, ouvindo, ouçam e não entendam; para que não venham a converter-se, e haja perdão para eles.
    Então, lhes perguntou: Não entendeis esta parábola e como compreendereis todas as parábolas?
    O semeador semeia a palavra.
    São estes os da beira do caminho, onde a palavra é semeada; e, enquanto a ouvem, logo vem Satanás e tira a palavra semeada neles.
    Semelhantemente, são estes os semeados em solo rochoso, os quais, ouvindo a palavra, logo a recebem com alegria.
    Mas eles não têm raiz em si mesmos, sendo, antes, de pouca duração; em lhes chegando a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam.
    Os outros, os semeados entre os espinhos, são os que ouvem a palavra,
    mas os cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e as demais ambições, concorrendo, sufocam a palavra, ficando ela infrutífera.
    Os que foram semeados em boa terra são aqueles que ouvem a palavra e a recebem, frutificando a trinta, a sessenta e a cem por um.”
  5. Judas Iscariotes sempre foi filho da perdição.
    a) Jo 6:70
    “Replicou-lhes Jesus: Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo(12).”
    b) Jo 13:10,18
    “Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou.
    Não falo a respeito de todos vós, pois eu conheço aqueles que escolhi; é, antes, para que se cumpra a Escritura: Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar.”
PALAVRA FINAL: Não questione o fato de Deus ter permitido a existência de outra raça sobre a face da terra e ter feito separação entre as duas sementes. Creia que Ele é Soberano, e agradeça-o todos os dias por você fazer parte da boa semente, aquela que ouve a Sua voz.


(1) descaiu-lhe o semblante:
Mudou a expressão do rosto para uma aparência raivosa, de ira.
(2) luxúria:
Libertinagem, lascívia.
(3) nódoas:
Afrontas, ignomínias.
(4) engodando:
Seduzindo, aliciando. Enganando.
(5) dissimulação:
Fingimento, disfarce. Encobrimento de intenções.
(6) abrolho:
Planta da família das zigofiláceas de fruto espinhoso.
(7) interpelaram:
Interromperam a fala, intimaram.
(8) propiciação:
Favorecimento, proteção.
(9) néscias:
Tolas, ineptas. Estúpidas.
(10) apercebidas:
Preparadas, prontas. Precavidas.
(11) doutrinamento:
Instrução, ensinamento.
(12) é diabo:
Aqui está se referindo ao fato de Judas Iscariotes ser do maligno, e não propriamente o maligno. “É ímpio”.

Postar comentário